terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Vinícola Concha y Toro

Todos que visitam Santiago no Chile sempre aproveitam para conhecer a famigerada Vinícola Conha y Toro, certo? Errado! Na minha primeira ida à Capital do Chile eu e meus amigos optamos por um passeio alternativo, visitamos uma vinícola artesanal, digamos assim, com uma proposta não tão comercial como a da Concha y Toro, na ocasião degustamos os vinhos da Undurraga


Em outubro deste ano retornei para Santiago e desta vez fiz o passeio pela Concha y Toro, guiada por uma gaúcha residente em Santiago há anos e que conhece muito bem a história do criador da vinícola, bem como dos vinhos produzidos, digo que como boa apreciadora de vinho que sou, ela me fez ingressar em um admirável mundo. 


 

Localizada do Vale do Maipo, cerca de uma hora e meia de Santiago, a Concha y Toro é conhecida como a melhor fabricante de Cabernet Sauvignon do Chile, e o passeio nos permite viajar pela sua história e de seus vinhos.


A meu ver o ponto alto do passeio, além da degustação de vinhos, é claro, foi conhecer o mistério que envolve a Adega original de Don Melchor, conhecida como Casillero del Diablo, dá origem ao nome do vinho mais conhecido da bodega. Reza a lenda que os melhores vinhos de Don Melchor estavam desaparecendo, eles eram guardados no interior de sua adega subterrânea e para evitar os furtos que ficavam cada vez mais frequentes, espalhou-se o rumor de que o diabo era quem vigiava a adega. Atualmente, um passeio pela adega Casillero del Diablo conta toda essa história. Desde então, nenhuma garrafa sumiu. E aí alguém se arriscaria em surrupiar alguma? 




Além de tudo isso, há o Jardim de Variedades que nada mais é que uma pequena amostra de todas as uvas cultivadas e que rendem os melhores vinhos, premiados em vários festivais do mundo todo. Com o fim do passeio, os visitantes são convidados a degustar alguns rótulos para só então escolher os seus preferidos junto à Wine Store. Um passeio que vale a pena, e agora sei que não é coisa de turista deslumbrado não, é algo imperdível, pois lá conseguimos comprar vinhos que não achamos no Brasil, provando que beber um bom vinho sendo conhecedor de sua história é a melhor coisa que existe!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Feirinha de Bolsas da Crisi e da Daia

Atenção meninas!!!

A nossa tradicional Feirinha de Bolsas está de volta, com muitas bolsas e carteiras lindas, todas originais e bem cuidadas, o que é nossa marca registra (rs)! Seguem as fotos com os respectivos preços, deliciem-se! 

Bolsa Victor Hugo - R$ 300,00 - VENDIDA

Bolsa Datelli - R$ 100,00 - VENDIDA

Bolsa Triton - R$ 50,00

Bolsa Arezzo - R$ 20,00 - VENDIDA

Bolsa Luoky One - R$ 80,00 - VENDIDA

Bolsa Triton - R$ 60,00 - VENDIDA

Bolsa Guess - R$ 120,00 - VENDIDA

Bolsa Guess - R$ 120,00

Bolsa Hering - R$ 20,00 - VENDIDA

Bolsa Victor Hugo - R$ 80,00 - VENDIDA

Bolsa Luz da Lua - R$ 20,00 - VENDIDA

Bolsa Tommy Hilfinger - R$ 50,00 - VENDIDA

Bolsa Victor Hugo - R$ 80,00 - VENDIDA

Bolsa Capodarte - R$ 100,00 - VENDIDA

Bolsa Victor Hugo - R$ 80,00 - VENDIDA

Bolsa Tommy Hilfinger - R$ 100,00 

Bolsa DKNY - R$ 80,00

Bolsa Datelli - R$ 120,00 - VENDIDA

Bolsa Luz da Lua - R$ 100,00 - VENDIDA

Bolsa Victor Hugo - R$ 80,00

Bolsa Capodarte - R$ 100,00 - VENDIDA

Bolsa Victor Hugo - R$ 80,00 - VENDIDA

Bolsa Lafayette Collection - R$ 120,00 - VENDIDA

Carteira Arezzo - R$ 30,00 - VENDIDA

Carteira Black Bull - R$ 20,00

Carteira Kenneth Cole - R$ 30,00 - VENDIDA

Esta é uma pequena amostra do que temos disponível na Feirinha, há ainda outras bolsas e mochilas de viagem. Para maiores informações favor contactar através do meu Facebook, através de mensagens aqui no Blog ou ainda pelo e-mail crisianiii@hotmail.com

Lembramos que os preços são negociáveis e como são acessíveis o pagamento será somente à vista! APROVEITEM!!!

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Cerro de La Gloria - Mendoza

O Cerro de La Gloria é uma colina localizada dentro do Parque General San Martín, repleta de belvederes que permitem uma vista panorâmica da cidade de Mendoza.



O local é muito conhecido por abrigar o Monumento ao Exército dos Andes, obra do escultor uruguaio Juan Manuel Ferrari celebra o centenário da travessia dos Andes pelo exército liderado pelo General José de San Mantín, a imagem do monumento é famosa, pois está impressa no verso das notas de cinco pesos argentinos. 



Além de conhecer as famosas vinícolas locais vale a pena subir até o Cerro, pois no meu ponto de vista é um dos locais mais lindos da cidade e para quem se interessar pode visitar o Jardim Zoológico de Mendoza e o Anfiteatro, que se localizam nas ladeiras da colina.

sábado, 24 de outubro de 2015

Azafrán - Mendoza

O Restaurante Azáfran está entre os dez melhores de Mendoza e é parada obrigatória para quem visita a cidade, pois além do ambiente impecável e culinária é fenomenal, possui uma adega onde o cliente é orientado pelo Sommelier a escolher o vinho que melhor combinará com a refeição.




O atendimento é muito bom e os preços são razoáveis, o ideal é fazer a reserva de uma mesa, nós tivemos muita sorte fomos sem, pois como é de costume o povo argentino não sabe dar informações, mas no fim deu tudo certo, conseguimos a única mesa vaga da noite. 




A área privativa junto à adega foi o que mais me encantou, sem dúvida alguma uma ótima pedida para petiscar ou jantar, sempre acompanhado de um bom vinho é claro. Imperdível! 

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Mendoza - Argentina

Estive recentemente em Mendoza, capital da Província de Mendoza - Argentina. A cidade é realmente encantadora, localizada aos pés da Cordilheira dos Andes reúne duas atrações muito procuradas por nós brasileiros: vinho e neve. 


Conhecida como Terra do Sol e do Bom Vinho reúne grandes vinícolas, citando: Bodega Ruca Malen, Bodega Catena Zapata, Casarena Bodegas y Viñedos, entre outras. Na maioria das vinícolas há visitação com degustação de vinhos, havendo a opção de almoçar no local, além da aquisição dos produtos - o que é a melhor parte.



Como fui em excursão, o que é um grande erro quando o assunto é Mendoza, pois há muitos lugares bons a serem explorados, tendo em vista a gama de ótimos restaurantes e vinícolas, fiquei adstrita ao grupo e acabei visitando apenas a Vistandes Bodegas, que a meu ver deixou muito a desejar, não que eu seja uma "expert" em vinhos, mas com exceção do Torrontés os demais vinhos da Bodega não me agradaram. 


A estada em Mendoza foi breve, mesmo assim valeu a pena, pois deixou o gostinho de quero mais, e certamente voltarei sozinha e com mais tempo para poder usufruir tudo que há de bom por lá. 

Nem todas as fotos deste blog são de minha autoria, caso deseje os créditos por alguma foto ou a sua remoção favor encaminhar e-mail para: crisianiii@hotmail.com

terça-feira, 15 de setembro de 2015

KGB Cartagena

Andando pelas ruas de Cartagena um bar em uma esquina nos chamou a atenção, o KGB, resolvemos entrar para conferir.

 


A decoração do lugar é bem interessante, o problema é que a carta de comidas é bem limitada, entramos na esperança de comermos algo típico da Rússia, mas só encontramos sanduíches feitos em microondas, a coisa mais próxima da Rússia que encontramos foi a cerveja Baltika e vodka é claro!

 



Enfim, numa viagem longa como foi a nossa impossível acertar sempre, mas se a intenção for parar para se refrescar com uma cerveja "soviética", ou até mesmo conhecer as marcas russas (ou mesmo para beber vodka), vale a pena entrar no KGB!